Alíquota Imposto de Renda 2019

Alíquota Imposto de Renda 2019 – De ano em ano, os cidadãos precisam prestar as suas contas com a Receita Federal, declarando os seus rendimentos anuais e arcando com o IRPF (Imposto de Renda sobre Pessoa Física). O valor do tributo vai depender do rendimento e das alíquotas Imposto de Renda 2019 incidentes sobre o contribuinte.

Devido ao fato de essa taxa ser um das mais altas dentre as que são cobradas no Brasil, muitos indivíduos gostam de inteirar-se sobre as alíquotas e os valores de cada ano, para irem se preparando financeiramente. Visando isso, vamos detalhar, no texto de hoje, essas peculiaridades!

Alíquotas Imposto de Renda 2019
Alíquotas Imposto de Renda 2019

Tabela Alíquotas Imposto de Renda 2019

As alíquotas do imposto de renda representam as porcentagens que são aplicadas sobre o rendimento dos brasileiros. Assim sendo, as mesmas são importantes por definirem o valor do IRPF que cabe aos contribuintes.

A taxa que é competente a cada indivíduo varia conforme a receita mensal deste.

Analise, a seguir, o quadro com essas e com as outras taxas.

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7,5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,61 até 55.976,16 22,5 7.633,51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32
Dedução por dependente: R$ 187,80

Leia mais: como tirar seu extrato do INSS para o Imposto de Renda 2019 para fazer a sua declaração do imposto de renda.


Tabela de Alíquotas IRRF 2019: Imposto de renda retido na Fonte

A tabela de alíquotas do IRRF 2019 também permanece inalterada. Os rendimentos retidos na fonte terão dedução de 7,5 a 27,5%, dependendo dos vencimentos do trabalhador.

As alíquotas usadas para desconto na folha do trabalhador seguem a tabela do IRRF 2019 da Receita federal, como listada abaixo:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36
  • Quem recebe abaixo de R$ 1.903,98 está isento do pagamento do imposto de renda;
  • As pessoas que ganham um valor entre R$ 1903,99 e R$ 2.826,65, por exemplo, precisam pagar uma alíquota de 7,5%;
  • Contribuintes que recebem entre R$ 2.826,65 e R$ 3.751,05, é empregada uma alíquota de 15%;
  • Contribuintes que recebem entre R$ 3.751,06 e R$ 4.664,68, é empregada uma alíquota de 22,5%;
  • Contribuintes que recebem acima de R$ 4.664,69 pagam a alíquota de 27,5% ao mês sobre os rendimentos.

Atenção: As taxas listadas acima referem-se apenas ao imposto pago por pessoa física. Portanto, consulte as alíquotas do IRPJ 2019 para saber as taxas devidas por empresas.


Imposto de Renda sobre Renda Fixa 2019

Além de terem que declarar os seus salários mensais e os seus bens, os contribuintes do IRPF precisam expor os seus investimentos em renda fixa.

São tributadas as seguintes aplicações:

  • Debênture;
  • Tesouro Direto;
  • Letra de Câmbio (LC);
  • Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • Certificado de Operações Estruturadas (COE).

As alíquotas que recaem sobre esses investimentos são variáveis, sendo definidas conforme o tempo de aplicação. Veja a tabela com todos os valores:

Observação: Os demais empreendimentos financeiros não costumam ser apreçados, no entanto, eles devem ser declarados mesmo assim. Dentre essas ações não tributadas, as principais são:

  • Poupança;
  • Debênture de infraestrutura;
  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA).

Simulação de Alíquota Efetiva

A Receita Federal permite que os tributários simulem, de forma online, a alíquota efetiva que lhes cabem e os valores a serem pagos, a fim de que os mesmos possam ter uma ideia de quanto terão que desembolsar.

Para acessar esse serviço, basta que a pessoa utilize o simulador IRPF 2019:

  • Entre na página da RF, clicando neste atalho;
  • Indique se deseja o cálculo mensal ou o cálculo anual;
  • Indique os valores solicitados e analise, instantaneamente, os números obtidos.
    Simulação Imposto de Renda 2019
    Simulação Imposto de Renda 2019

Como consultar o Imposto de Renda 2019?

Como pôde ser visto no decorrer do texto, as alíquotas e os valores do IRPF 2019 podem bem elevados. Assim sendo, os juros por quitações atrasadas e por erros no processamento do imposto tendem a ser altos, também.

Devido a isso, é fundamental que os contribuintes acompanhem o processo da sua declaração. Para isso, é necessário:

  • Entrar no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal, acessando este link;
  • Preencher os dados requisitados;
  • Clicar em “Avançar”.

Caso o indivíduo nunca tenha acessado o portal, ele deverá se cadastrar no mesmo antes de efetuar o login. A fim disso, basta clicar em “Saiba como gerar o código de acesso” e seguir as orientações que o site dará.

Veja também: Como consultar se você caiu na Malha Fina IR 2019 pelo portal de Receita doo Ministério da Fazenda.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Carnê Leão 2019

Para quem não sabe, o Carnê Leão 2019 é o recolhimento mensal feito através da Receita Federal para quem recebe a suas rendas por outras pessoas físicas ou que se encontram no exterior. O recolhimento do carnê leão 2019 é feito pelo governo federal, sendo o mesmo do imposto de renda de pessoas físicas.

Esse recolhimento é feito por pessoas que são consideradas profissionais liberais ou autônomos, e daí agrupamos vários profissionais como advogados, fisioterapeutas, médicos, odontologistas, jornalistas, arquitetos, engenheiros, dentre outras infinidades de segmentos.

Carnê Leão 2019
Carnê Leão 2019: Cálculo, Como Preencher

Como Funciona o Carnê Leão 2019

carnê Leão como funcionaEsse imposto é feito especificamente para pessoas que precisam declarar o imposto de renda 2019, mas que são profissionais liberais, autônomos, os que vivem no exterior e também quem vive apenas de alugueis de veículos e imóveis.

As pessoas que são beneficiadas por pensão alimentícia também entram no rol dos que devem contribuir através do carnê leão 2019. Essa exigência começou a existir a partir de 2017, quando mais médicos e dentistas começaram a dar recibos de serviços aos seus clientes e pacientes.

Esses recibos devem ser acompanhados com o CPF e o nome do cliente, ao final, quando chega o momento da declaração do imposto de renda, o profissional deve declarar esses recebimentos através do carnê leão 2019.

Como Funciona o Carnê Leão
Como Funciona o Carnê Leão

Tabela Carnê Leão 2019

A tabela do carnê leão é a mesma usada para a regra do imposto de renda de todos os trabalhadores que ganham acima de 1.903,99. Quem ganha menos que isso é isento ao imposto de renda 2019 e não precisa fazer a declaração.

Base de Cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a Deduzir do IR (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Cálculo do Carnê Leão

É possível fazer o cálculo IR 2019 de forma online no site da Receita Federal para simular o carnê leão com as alíquotas completas para você saber exatamente o que irá pagar. Acesse o portal oficial clicando aqui.

As alíquotas e cálculos serão os que estão atualizados pela Receita Federal com os reajustes possíveis de cada ano.

Esse cálculo vai de acordo com os recebimentos do final de todo mês, usado por profissionais liberais, autônomos, pessoas que vivem de alugueis de imóveis ou automóveis e também de quem recebe pensão alimentícia.


Como Pagar

O contribuinte deverá pagar o carne leão todo mês e a cada ano deverá fazer a declaração anual. Essa contribuição é válida para o imposto de renda para quem recebe acima de R$ 1903,99 e respeitando outros valores com alíquota correta.


Como Preencher

Para preencher é muito simples, e o usuário deverá acessar o site oficial da Receita Federal, clicando aqui. Veja o restante do passo a passo:

  • No primeiro momento, após acessar o site clique em “Pagamentos e parcelamentos” e depois “Pagamento do imposto de renda pessoa física”;
  • Depois siga o passo a passo clicando na opção carne leão;
  • O usuário também deve baixar o programa para dar continuidade ao preenchimento;
  • Preencha dados completos no programa instalado;
  • Informe todos os seus lançamentos em “Demonstrativo”;
  • No fim o sistema vai gerar uma DARF para pagamento.
Como preencher a DIRF 2019
Como preencher a DIRF 2019

Carnê Leão 2019 Aluguel

O cidadão que recebe alugueis de veículos e/ou imóveis deve pagar mensalmente o carne leão e fazer a declaração anual dos seus recebimentos. Caso contrário, pode-se receber uma multa e ter outros problemas com a Receita Federal.


DARF Carnê Leão

Acessando o site oficial da Receita Federal , o cidadão tem a possibilidade de baixar o programa do imposto de renda e fazer sua declaração e no fim gerar a sua DARF para pagamento até o dia do vencimento.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votes, average: 4,17 out of 5)
Loading...

Calendário Restituição IR 2019

Calendário Restituição IR 2019 – Início do ano e já sabemos que temos muitos impostos a declarar e a pagar. Hoje vamos falar sobre o Calendário Restituição IR 2019, que é o imposto de renda que uma parcela da população deve declarar e também pagar muitas das vezes.

Segundo o impostômetro, que é o medidor de impostos do Brasil, situado em São Paulo, o brasileiro paga mais de 2 trilhões de reais por ano de tributos. Desse número, cerca de 35% é pago através do imposto de renda 2019.

Calendário Restituição IR 2019
Calendário Restituição IR 2019

Restituição Imposto de Renda – O que é?

Como informamos no tópico anterior, o brasileiro possui uma carga tributária muito grande e por isso ele deve ficar atento quanto a restituição do imposto de renda, que é a volta de alguns impostos que foram pagos e dos impostos retidos na fonte.

Isso acontece quando o trabalhador está pagando IRPF 2019 a mais para o governo e, quando isso acontece, o governo, através da Receita Federal, devolve parte desses valores pagos ao próprio cidadão.

Restituição do Imposto de Renda 2020
Restituição do Imposto de Renda 2020

Essa restituição do imposto de renda é bem interessante para quem possui esse direito, principalmente aquele que teve despesas com dependentes e com médicos. No final ele poderá receber de volta uma parcela dos impostos que pagou e quem sabe quitar dívidas ou usar o dinheiro para outros diversos benefícios.


Calendário Restituição Imposto de Renda

O calendário restituição IR 2019 é criado pelo governo federal, por meio do Ministério da Fazenda e Receita Federal, órgão que faz parte da administração pública federal. A restituição acontece somente após o prazo de declaração do imposto de renda. Em que essa parcela da população deve fazer todos os anos obrigatoriamente.

No ano de 2019, a restituição deverá se iniciar, para quem tem direito e para quem não caiu na malha fina, no mês de junho até dezembro. Momento em que a declaração do imposto de renda já acabou. O valor será restituído na conta bancária ao qual o declarante passou no momento da declaração do IR 2019. São 7 lotes de restituição ao total.


Consulta Restituição do Imposto de Renda 2019

E o melhor é que você pode conferir se possui restituição do imposto de renda ou não diretamente pela internet. Sem precisar ir até uma agência da Receita Federal e enfrentar filas, demoras e transtornos.

Basta seguir o passo a passo abaixo que você poderá consultar a restituição do seu imposto de renda:

  • Acesse o site oficial da Receita Federal servicos.receita.fazenda.gov.br;
  • Digite o seu CPF sem pontos ou traços;
  • Insira também a sua data de nascimento e os caracteres que aparecem na imagem.
Consulta Restituição
Consulta Restituição

Logo a seguir uma página irá aparecer com os valores em que você irá ser restituído (se tiver direito). E a data provável em que o valor irá cair na sua conta.


Data de Restituição do Imposto de Renda 2020

A restituição do imposto de renda é dividido em 7 lotes, veja as datas:

  • Primeiro lote: 16 de junho;
  • Segundo lote: 17 de julho;
  • Terceiro lote: 15 de agosto;
  • Quarto lote: 15 de setembro;
  • Quinto lote: 16 de outubro;
  • Sexto lote: 16 de novembro;
  • Sétimo lote: 15 de dezembro.

Consulta Lotes de Restituição do IRPF 2020

Para você saber se realmente tem direito a restituição do IR e em qual lote você vai receber o seu dinheiro de volta, é preciso acessar o portal que disponibilizamos acima:

Vale a pena ressaltar que o primeiro lote é dedicado para pessoas aposentadas ou que possuem doenças neurológicas. A partir do segundo lote é que a restituição segue para os não prioritários.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

IRPF 2019: Tabela, Declaração, Programa, IRRF

IRPF 2019 – O imposto de renda para pessoa física, conhecido também como IRPF, é uma contribuição que acontece todo ano, de coordenação da Receita Federal, para arrecadação de dinheiro para o governo brasileiro. Veja abaixo informações sobre o IRPF 2019.

O pagamento e declaração do IRPF 2019 é obrigatório e normalmente acontece entre os meses de março e abril. Contudo apenas uma parcela da população brasileira precisa fazer o pagamento e declaração do imposto de renda 2019. Apenas os cidadãos que recebem mais que R$ 28.559,70 ao ano de receita tributável deve declarar.

IRPF 2019
IRPF 2019

Quem deve declarar IRPF 2019

Somente uma parcela da população precisa fazer a declaração, caso você esteja dentro de um item, já é preciso declarar e pagar o imposto. Veja aqui se você se enquadra em um dessas exigências:

  • Caso você recebeu no ano de 2017 mais de R$ 28.559,70 em todo o ano, você precisa declarar o imposto de renda. Você pode ser um trabalhador, pensionista ou aposentado. Por mês essa renda dá em média mais de R$ 1.903,98;
  • Cidadãos que tiveram no ano de 2017 um rendimento não tributável de mais de R$40 mil.
  • Os trabalhadores que estão na zona rural precisam realizar a declaração do imposto de renda se tiveram uma renda bruta maior que R$ 128.308,50;
  • Investidores em bolsas de valores, mercado financeiro, mercado de capitais e afins também devem declarar;
  • Pessoas que possuem bens como imóveis, terrenos etc com valor maior que R$ 300 mil;

Para os contribuintes que se enquadram em um ou mais regras são obrigados a fazer a declaração do imposto de renda 2019. Caso o cidadão não faça, ele poderá receber multas e penas, até mesmo uma prisão de 2 anos em regime fechado.


Declaração IRPF 2019

A declaração do imposto de renda 2019 é feita exclusivamente pela internet. Para realizar o processo é fácil e simples, contudo é preciso preparar toda a documentação com antecedência para não perder os prazos estipulados pela Receita Federal.

  • Acesse o site oficial da Receita Federal e baixe o programa do próprio órgão federal para fazer a declaração, que se chama Receitanet. O site é idg.receita.fazenda.gov.br;
  • Após fazer o download do programa, abra-o para começar o processo de declaração;
  • Preencha todos os dados solicitados pelo programa, dos seus rendimentos, investimentos, bens, entre outros.
  • Após preencher todos os dados pedidos, clique em “Declaração” e logo em seguida em “Gravar Declaração para Entrega à RFB”;
  • Escolha a declaração que quer enviar e clique em “Ok”. Se tiver algum erro na sua declaração, o próprio sistema irá te avisar, caso contrário aparecerá uma pergunta confirmando se você deseja realmente enviar a declaração, é só clicar em “Sim” e pronto.
Declaração IRPF 2019
Declaração IRPF 2019

Tabela IRPF 2019

  • Quem recebe até R$ 22.847,76 é isento. Quem recebe de R$ 22.847,77 até 33.919,80 tem uma alíquota de 7,5% e parcela a deduzir de R$ 1.713,58.
  • Renda de R$ 33.919,81 até R$ 45.012,60, alíquota de 15% e parcela a deduzir de R$ 4.257,57;
  • De R$ 45.012,61 até R$ 55.976,16, alíquota de 22,5% parcela de R$ 7.633,51;
  • Se a renda for acima de R$ 55.976,16, a alíquota é de 27,5% e parcela a deduzir de R$ 10.432,32.

Fique por dentro do IRPF: Saiba como funciona o Cálculo do IRPF 2019 passo a passo.


Cronograma IRPF 2019

Além da declaração, o cidadão precisa ficar atento com as datas e prazos estipulados pela Receita Federal.

  • Em janeiro é liberado um reajuste das alíquotas para a declaração;
  • A partir do dia 20 de janeiro a Receita libera programas auxiliares do imposto de renda;
  • 23 de fevereiro o cidadão já pode baixar o programa Receitanet;
  • 2 de março começa a declaração do imposto de renda;
  • 28 de abril é o último dia para entregar a declaração.

Consulta IRPF 2019

Consulta IRPF 2019Para consultar o IRPF 2019 é simples:

  1. Acesse o link oficial da Receita Federal https://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atrjo/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp;
  2. Preencha o seu CPF, data de nascimento e os caracteres que aparecem na imagem do site e pronto!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Declaração MEI 2019: DASN SIMEI

É bastante comum que muito empresário Microempreendedor Individual fique na dúvida quanto a necessidade de declaração MEI 2019. Para esclarecer suas dúvidas, vamos explicar abaixo tudo o que você precisa saber sobre a declaração MEI 2019 DASN SIMEI.

Se você tem essa dúvida e deseja saber se o MEI deve realizar a declaração do Imposto de renda ou não, então não deixe de continuar acompanhando os próximos tópicos deste post.

Declaração MEI
Declaração MEI

MEI Precisa Declarar Imposto de Renda?

A uma década atrás, a realidade dos empresários que hoje são considerados MEI era completamente diferente. Antes da criação desse grupo empresarial, os MEI operavam de forma informal, sem ter muitas possibilidades de crescimento.

Foi em 2008, com a criação da LEI COMPLEMENTAR Nº 128 que a situação dos trabalhadores informais começou a mudar. Apesar dessa lei ter trazido consigo vários benefícios/direitos a esses trabalhados, ela também veio impor mais obrigações ao MEI, e nessa lista de deveres encontra-se a declaração do Imposto de Renda.


Declaração Anual MEI

A declaração do Imposto de renda MEI deve ser realizada todo o ano. Esta declaração permite com que a empresa realize a demostração dos seus ganhos a Receita Federal, bem como fazer o pagamento do imposto a ela atribuído consoante a linha de rendimento.

Por conta disso, é importante que todo o microempreendedor individual realize essa declaração. Em caso de não declaração do imposto de renda, o empresário corre o risco de observar sanções.

Essas sanções vão desde o pagamento de multas de R$ 25 ou R$ 50, impossibilidade de fazer a emissão do DAS, restrição no fornecimento de benefícios disponibilizados ao MEI, entre várias outras.

DASN SIMEI
DASN SIMEI – Declaração Anual do Simples Nacional

Como Fazer a Declaração MEI do Imposto de Renda

A declaração MEI deve ser realizada a cada ano por meio do preenchimento e entrega por via da internet da Declaração Anual para o Microempreendedor Individual (DASN – SIMEI).

O procedimento que possibilita a realização da declaração do Imposto de Renda MEI não é muito complexo, sendo que basicamente basta seguir o procedimento descrito, logo abaixo:

Primeiramente acesse o portal do empreendedor usando este link – http://www.portaldoempreendedor.gov.br/;

Espere até que a página carregue completamente e depois clique em “Serviços”;

Uma janela será aberta, nela clique na opção “Faça sua declaração anual de faturamento” para seguir em frente;

Agora informe o faturamento bruto da empresa e se houve ou não contratação de empregado no período;

Em seguida clique em “entregar declaração” para finalizar o processo.

Vale lembrar que somente os cidadãos que tiverem realizado a declaração MEI poderem fazer a impressão do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).


Consultar Declaração Transmitida MEI

Quem tiver consigo um certificado digital ou até mesmo um código do Simples Nacional. Você pode realizar essa consulta de forma bem simples e rápida, como o passo a passo a seguir ilustra:

  • Acesse o Sistema do simples Nacional (use o certificado digital ou código);
  • Agora vá no campo “Consulta Declaração transmitida do MEI”;
  • Prontos, agora você já poderá ter certeza da transmissão da declaração.

O código de acesso do simples nacional pode ser obtido facilmente por meio do Sistema dessa plataforma. Para proceder com esse Sistema e obter o código, é necessário que o interessado tenha consigo os seguintes documentos: CNPJ, CPF e título de eleitor ou número de recibo do IRPF.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading...

Programa IRPF 2019

Anualmente, os cidadãos brasileiros possuem um compromisso com a Receita Federal, mais especificamente com o Imposto de Renda. Esse é um dos impostos mais importantes e é obrigatório para todos os trabalhadores que ultrapassam o rendimento maior que a quantia definida pela Receita Federal. No entanto, o processo de declaração deste tributo gera um pouco de dúvidas entre os contribuintes, especialmente no manuseio do programa IRPF 2019. Então, quer se informar um pouco mais? Leia o artigo abaixo!

Programa do Imposto de Renda 2019
Programa do Imposto de Renda 2019

Saiba mais sobre o Imposto de Renda:

  • Como fazer sua declaração do IRPF 2019;
  • Como consultar o Extrato do Imposto de Renda 2019

Programa IRPF 2019

O Programa IRPF 2019 é a ferramenta cujo os contribuintes podem elaborar a declaração do seu imposto de renda 2019. O programa e as datas de entrega da declaração do imposto de renda 2019 já foi divulgado. Com isso, os contribuintes já podem realizar o download do software no site da Receita Federal e fazer os preenchimentos para declaração do IRPF 2019.

Existe também outra forma de fazer a declaração do imposto de renda. Neste caso, não é necessário baixar o programa. A declaração pode ser feita no site da Receita Federal por meio do certificado digital e também da matrícula no e-CAC.


Baixar Programa IRPF 2019

Para baixar o programa IRPF 2019, o contribuinte deve acessar o site da Receita Federal. Ele está disponível gratuitamente, ou seja, não possui nenhum custo para o contribuinte.

Desde o ano passado, não é necessário que o contribuinte realize o programa de envio. Isto porque essa função já está inclusa no programa IRPF.

Para baixar o programa IRPF 2019, você deve seguir os seguintes passos abaixo:

  1. Acesse a página oficial da Receita Federal, mais especificamente a área de download, pelo seguinte endereço eletrônico: http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/cidadao/irpf/2017/download.
  2. Escolha o sistema operacional de sua plataforma: computador e dispositivo móvel.
  3. Na seção “Para elaborar a declaração”, clique em “programa IRPF 2019”.
  4. Após o término do download do software, instale e comece a fazer a declaração do programa IRPF 2019.


Como Funciona o Programa IRPF 2019

Para evitar equívocos e problemas futuros com imposto de renda 2019, é fundamental que o contribuinte se antecipe e entenda o funcionamento do programa IRPF 2019.

Manusear o programa não é um bicho de sete cabeça, mas é necessário que preste um pouco de atenção enquanto estiver preenchendo as informações requeridas sobre seu rendimento.

Muitas pessoas recorrem aos contadores no momento de declarar o imposto de renda. Mas, isto não é necessário, caso tenha tempo e disponibilidade para aprender como funciona o programa IRPF 2019.  O programa IRPF não é uma plataforma difícil de ser manuseada, no entanto, possui inúmeras etapas.

Como funciona o programa do Imposto de renda de renda 2019
Como funciona o programa do Imposto de renda de renda 2019

Aplicativo IRPF 2019

Além do programa desenvolvido para computador, a Receita Federal também disponibiliza o aplicativo IRPF 2019 para dispositivos móveis com sistema operacional Android, do Google, e iOS, da Apple. O aplicativo é denominado “Meu Imposto de Renda” e é totalmente gratuito, podendo ser encontrado nas lojas de suas respectivas plataformas.

Com o aplicativo IRPF, você pode fazer a declaração, acompanhar a declaração, tirar dúvidas e também receber orientações sobre o tributo. A interface do aplicativo é muito simples e pode ser manuseado facilmente por qualquer pessoa.

Aplicativo IRPF 2019
Aplicativo IRPF 2019
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 4,50 out of 5)
Loading...

Malha Fina IR 2019

Malha Fina IR 2019 – Anualmente, grande parte dos brasileiros precisa declarar a sua renda e assumir o IRPF (Imposto de Renda sobre Pessoa Física), uma tarifa que é calculada a partir dos bens e dos proventos anuais de um indivíduo.

A fim de evitar fraudes nesses processos, a Receita Federal tem se tornado cada vez mais rigorosa e inflexível, o que vem aumentando o número de contribuintes retidos na Malha Fina, a “peneira” do IRPF. Como isso pode originar consequências extremamente negativas, no texto de hoje iremos detalhar os principais aspectos desse recurso.

Malha Fina IR 2019
Malha Fina IR 2019

Como Funciona a Malha Fina IR?

A Malha Fina 2019 é o nome popular da Malha Fiscal da Declaração de Ajuste Anual da Pessoa Física. Trata-se do o processo de verificação utilizado para detectar possíveis divergências nos dados cedidos pelos contribuintes do IRPF 2019.

Quando uma declaração é entregue, por exemplo, todas as suas informações são filtradas por um tratamento eletrônico, onde os números informados pelo indivíduo são cruzados com dados de instituições bancárias, de planos de saúde, de núcleos educativos e de outras empresas.

Como funciona a Malha Fina IR 2019
Como funciona a Malha Fina IR 2019

Ao serem constatados absurdos ou erros de preenchimento, o processamento da declaração é suspenso. Se o problema não puder ser solucionado pela própria Receita, o colaborador é notificado, devendo apresentar os documentos que comprovem a sua situação ou que a corrijam. Caso não o faça, o mesmo é tido como infrator, sofrendo penalizações como multas e até processos judiciais – o que consiste em “cair na Malha Fina”.

Fique ligado: Empresas e empreendedores individuais também precisam pagar Imposto de Renda. Para mais detalhes, consulte o IRPJ 2019 e confira as alíquotas devidas por cada categoria de empresa.


Quais Fatores Levam a Cair na Malha Fina IR?

Como mencionando anteriormente, cair na Malha Fina IR 2019 pode trazer terríveis prejuízos aos contribuintes. Portanto, deve-se evitar isso ao máximo, tomando bastante cuidado para não cometer os erros que normalmente levam um indivíduo a ser barrado durante as verificações.

Dentre as razões que mais contribuem para que uma pessoa seja retida na Malha Fina, as mais frequentes são:

  • Falhas na declaração do tributo;
  • Erros nos cálculos do Imposto de Renda 2019;
  • Supressão de bens ou rendimentos;
  • Informação de dados desconexos ou incoerentes.
Fatores que levam à malha fina
Fatores que levam à malha fina

Caí na Malha Fina sem cometer erros, e agora?

Ocasionalmente, podem ocorrer imprecisões durante o processamento da declaração do Imposto de Renda 2019, suscitando na advertência de pessoas que não praticaram transgressões.

Nesses casos, é importantíssimo que os indivíduos se dirijam a uma das agências da Receita Federal, para apresentar os documentos que provem os valores informados e evitar, desse modo, as punições citadas.


Como saber se caí na Malha Fina 2019?

Como pôde ser visto, é importantíssimo que o contribuinte consulte a sua ação em tempo real, se informando se passou pela Malha Fina ou não.

É possível fazer essa verificação por meio da internet, com muita comodidade e facilidade. A fim disso, basta:

  • Entrar na página do Centro Virtual de Atendimento da Receita Virtual, acessando este link;
  • Informar o seu CPF/CNPF, o seu código de acesso e a sua senha;
  • Clicar em “Avançar”.

Caso a pessoa nunca tenha entrado nesse portal, antes de efetua o login, ela deverá:

  • Clicar em “Saiba como gerar o código de acesso”;
  • Escolher se deseja gerar uma senha para pessoa física ou para pessoa jurídica;
  • Seguir as demais etapas que a plataforma recomendará para a conclusão do cadastro.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...